• Principais Pontos Turísticos de Roma

      Estas são as atrações de Roma que você tem que visitar, mas existem muitas outras! Depois veja também os preços e horários dos principais pontos turísticos da Cidade Eterna.

      Vaticano - Basílica de São Pedro, Tumbas dos Papas, Museus e Necrópoles



      A basílica, as tumbas e a cúpula é possível visitar em um dia só. Para visitar os museus, onde está a famosa Capela Sistina, você precisa de, no mínimo, 3 horas (sem contar o tempo que se perde na fila, que em alta temporada é enorme).

      A visita à Necrópole Vaticanas dura 1 hora e meia, aproximadamente, e precisa ser agendada com bastante antecedência. Veja os hotéis próximos ao Vaticano

      Dica: Veja como evitar fila no Museu Vaticano. O Museu fecha aos domingos, porém todo o último domingo de cada mês ele abre gratuitamente. Dia 27 de setembro (Dia Mundial do Turismo) a entrada também é gratuita. O Roma Pass não vale para o Museu Vaticano.


      Castel Sant’Angelo



      Também conhecido como Mausoléu de Adriano (imperador), já foi usado como edifício militar na época do Império Romano, como fortaleza dos papas no período medieval e como prisão na época dos movimentos para unificação da Itália. Veja os hotéis próximos ao Castel Sant'Angelo

      Dicas: O Castel Sant'Angelo fecha às segundas-feiras.


      Piazza Navona



      Essa belíssima praça nos tempos da antiga Roma era o Estádio de Domiciano. Bem ao centro da praça está a Fontana dei Quattro Fiumi (Fonte dos Quatro Rios) e, ao redor, existem vários artistas que expõem e vendem seus trabalhos. Veja os hotéis próximos à Piazza Navona

      Dicas: nela se localiza a Embaixada Brasileira.


      Pantheon



      Templo dedicado a todos os deuses romanos
      , que mais tarde se tornou uma igreja católica, hoje se encontram enterradas diversas personalidades ilustres como os pintores Raffaello e Annibale Caracci, os reis Vittorio Emanuele II e Umberto I e a rainha Margherita. Veja os hotéis próximos ao Pantheon


      Piazza Venezia



      Umas das mais famosas praças romanas, onde se encontra o Vittoriano, monumento dedicado ao rei Vittorio Emanuele II e que abriga o corpo de um Milite Ignoto (soldado desconhecido) da Primeira Guerra Mundial representando todos os soldados que não puderam ter um túmulo com seus nomes.

      Na parte superior do Vittoriano se encontra o Museo Centrale del Risorgimento. Veja os hotéis próximos à Piazza Venezia

      Dicas: O Museu do Risorgimento possui um grande repertório de Giuseppe Garibaldi. Agora existe um elevador nas costas do monumento pelo qual é possível subir em seu ponto mais alto (custa, mais ou menos, 7 euros). Dá pra ver quase tudo de Roma, é muito legal, porém um pouco caro. Quem aguenta pode subir por uma escada interna do momumento, são 196 degraus!


      Campidoglio



      O monte capitolino é uma das sete colinas de Roma e é onde se situa a sede oficial do prefeito da cidade.

      A praça foi modificada diversas vezes, mas o último projeto foi realizado por Michelangelo em 1536.

      O artista queria que a principal atração da praça fosse o monumento equestre ao imperador Marco Aurélio (a estátua original se encontra nos Museus Capitolinos).

      Dicas: Na parte de trás do Campidoglio é possível ver e tirar fotos belíssimas do Fórum Romano. Ao lado da praça se encontra a igreja Santa Maria in Aracoeli, onde Santa Helena, mãe do imperador Constantino, está sepultada.


      Fórum Romano



      Era o centro comercial, religioso e político da Roma Imperial. Veja os hotéis próximos ao Foro Romano

      Dicas: O ingresso custa cerca de 11 euros e inclui a visita ao Coliseu e Palatino também.


      Fórum e Mercado de Trajano



      Foi último dos fóruns imperiais da Roma Antiga a ser contruído, no entanto, foi o maior e mais monumental. O mercado de Trajano era constituído de sedes de atividades administrativas dos Fóruns Imperiais e, de forma limitada, existiam atividades comerciais ao ar livre em suas ruas internas.

      Dicas: A entrada do Mercado de Trajano fica na Via IV Novembre 94, uma travessa da Via dei Fori Imperiali. Fecha às segundas-feiras.


      Coliseu



      Construído nos anos 70 d.C. foi utilizado para realizar combates de gladiadores, lutas de animais, execuções, batalhas navais, caçadas, etc. Veja os hotéis próximos ao Coliseu

      Dicas: Ao contrário do que se pensa, muito provavelmente, os cristãos não foram martirizados no Coliseu, mas sim, no Circo Máximo. O ingresso custa cerca de 11 euros e inclui a visita ao Fórum Romano e Palatino também.


      Arco de Constantino



      Situado entre o Coliseu e o Palatino, foi construído para comemorar a vitória de Constantino sobre Maxêncio na Batalha da Ponte Mílvio, 312 d.C. Veja os hotéis próximos ao Arco de Costantino


      Palatino



      Uma das sete colinas de Roma, é uma das partes mais antigas da cidade.

      Segundo a lenda, Roma teve origem exatamente nessa colina.

      Foi sede das residências dos aristocratas (época republicana) e imperadores (período imperial) de Roma.

      Dicas: Há mais ou menos um ano foi aberta para visitação parte da casa do Imperador Augusto (primeiro imperador de Roma). O ingresso custa cerca de 11 euros e inclui a visita ao Fórum Romano e Coliseu também.


      Circo Máximo



      Era uma arena muito antiga usada para jogos e entretenimento pelos reis etruscos. Depois do século II a.C., começou a ser utilizada também para festivais, corridas de bigas, batalhas navais, combates entre gladiadores, entre animais, martírios de cristãos e chegou a ter capacidade para até 250.000 espectadores.

      Hoje não existe mais quase nada do antigo Circo Máximo, somente poucas ruínas. Veja os hotéis próximos ao Circo Massimo

      Dicas: Como restou uma grande área livre hoje é usado para realizar grandes shows, comícios, manifestações, etc., ou é usado simplesmente como uma área de lazer para romanos e turistas. Ao lado do Circo Máximo existe o Roseto Municipal de Roma que abre ao público de maio a junho.


      Termas de Caracala



      Uma das maravilhas da Roma antiga, foram construídas pelo imperador Caracala em 212 – 217 d.C. e podiam abrigar mais de 1500 pessoas.

      Provavelmente, o objetivo principal era agradar o povo e desvincular seu nome da má fama que possuía devido a sua imensurável crueldade.


      Basilica di San Giovanni in Laterano



      Basílica de São João de Latrão
      em português, é a catedral do Bispo de Roma, ou seja, o Papa.

      Seu nome oficial é Archibasilica Sanctissimi Salvatoris (Arquibasílica do Santíssimo Salvador) e é considerada a “mãe” de todas as igrejas do mundo.

      Como catedral da Diocese de Roma, contém o trono papal (Cathedra Romana), o que a coloca acima de todas as igrejas do mundo, inclusive da Basílica de São Pedro.

      O Obelisco Laterano que se encontra na praça (na parte de trás da igreja) foi construído na época dos faraós Tutmósis III e Tutmósis IV (Século XV a.C.) e é proveniente do templo de Amon em Tebas (Egipto). Foi transportado para Roma pelo imperador Constantino II em 357.

      Mais informações sobre essa área em: Hospedar-se em Roma: Zona San Giovanni in Laterano.

      Dicas: Em um edifício vizinho a Basílica se encontra a Scala Santa ou Escada Santa, que significa na tradição católica a escada usada por Jesus para entrar na sala de seu interrogatório com Poncio Pilatos antes da crucificação. Afirma-se que foi trazida a Roma por Santa Helena, mãe de Constantino no ano de 326 d.C.


      Bocca della Verità



      É uma máscara de mármore com a boca aberta que fica no vestíbulo da igreja Santa Maria in Cosmedin.

      Na Idade Média era usada pelos maridos para saberem se suas esposas lhes eram fiéis ou não. Eles levavam suas respectivas mulheres até a Boca da Verdade e as obrigavam a colocarem suas mãos dentro dela, se tivessem sido infiéis, diz a lenda, a boca se fecharia decepando as suas mãos.


      Isola Tiberina



      Ilha em forma de barco localizada bem no meio do rio Tibre (Tevere), no centro de Roma.

      Dois terços da ilha é ocupado pelo hospital Fatebenefratelli e em frente a ele está a Basílica de San Bartolomeo. Veja os hotéis próximos à Ilha Tiberina

      Dicas: No verão, tanto na ilha como nas beiras do rio, são montados vários bares que são muito frequentados por romanos e turistas.


      Palazzo Chigi



      Sede do Presidente do Conselho de Ministros
      do governo italiano (atualmente Matteo Renzi).

      A entrada principal do palácio se encontra na Piazza Colonna de frente a coluna do imperador Marco Aurélio.


      Palazzo Montecitorio



      Sede da Câmara dos Deputados
      da República Italiana.

      Na Piazza Montecitorio se encontra também o obelisco de mesmo nome trazido do Egito para Roma pela imperador Augusto no ano 10 a.C.


      Fontana di Trevi



      A Fontana di Trevi, mais famosa e ambiciosa construção de Roma, foi inaugurada em 1735, é de estilo Barroco e foi transformada ao longo dos anos tendo a colaboração de Bernini e de Nicola Salvi.

      Antigamente era uma simples fonte, no Renascimento foi reavivada a tradição romana de construir uma bela fonte no fim de um acqueduto (Acqua Vergine, um dos mais antigos da cidade) e assim nasceu a fonte mais famosa do cinema, palco para Anita Ekberg e Marcello Mastroianni no filme A Doce Vida. Veja os hotéis próximos à Fontana di Trevi


      Dicas: Diz a lenda que jogar uma moeda de costas na fonte fará com que a pessoa retorne um dia a Roma. Mas, se não tiver uma moedinha para jogar, não se preocupe! Eu não joguei e hoje moro aqui! rs Vale lembrar que esse é um dos lugares com maior concentração de turistas da cidade, então, todo cuidado é pouco com os seus pertences.


      Palazzo del Quirinale



      Residência oficial do Presidente da República Italiana
      (atualmente Sergio Mattarella), encontra-se numa das sete colinas de Roma: colina Quirinale. Até 1870 foi a residência de verão do Papa e depois passou a ser o palácio real dos Savoia até 1946.

      O obelisco que se encontra na Piazza del Quirinale foi trazido do Egito para Roma no primeiro século d.C., provavelmente, na época do imperador Domiciano. Veja os hotéis próximos ao Quirinale

      Dicas: O palácio é aberto ao público todos os domingos das 8h30 às 12h, com exceção de (2015): 4 de janeiro, 1 de fevereiro, 5 de abril, 31 de maio, 1 de novembro, 20 e 27 de dezembro, e do período de 28 de junho a 06 de setembro (férias de verão). Não é necessário agendar a visita, basta pagar o ingresso de € 10,00 ou € 5,00 para jovens entre 18 e 25 anos (entrada gratuita para pessoas abaixo de 17 anos e acima de 65).


      Piazza di Spagna



      Uma das mais belas praças italianas possui uma escadaria que leva até a igreja Trinità dei Monti.

      Bem no centro dela se encontra a Fontana della Barcaccia, uma fonte em forma de barco projetada em 1627 pelos famosos escultores italianos Bernini, pai e filho. Veja os hotéis próximos à Piazza di Spagna

      Dicas: Um dos principais pontos de encontro entre turistas e romanos. Ao contrário do que se costuma ver nos cartões postais, as escadarias da praça só são enfeitadas com flores na primavera (abril/maio). Um espetáculo!


      Ara Pacis



      Altar dedicado a deusa Paz (Pax) por Otaviano Augusto para celebrar a Pax Romana, período de paz e prosperidade que gozou o Império Romano de 29 a.C., quando o imperador declarou o fim das guerras civis, até 180 d. C., ano em que morreu o imperador Marco Aurélio


      Piazza del Popolo



      A Praça do Povo, uma das mais importantes praças de Roma, foi modificada diversas vezes pelos pontífices sendo a última projetada por Giuseppe Valadier (importante nome do Neoclassicismo).

      Abriga três igrejas: Santa Maria del Popolo, ao lado da Porta del Popolo bem onde Nero morreu e foi sepultado, e as gêmeas Santa Maria in Montesanto e Santa Maria dei Miracoli ao lado oposto da praça.

      Duas fontes: Fontana della Dea di Roma de um lado e Fontana del Nettuno do outro.

      E no centro o Obelisco Flaminio, trazido do Egito para Roma pelo imperador Otaviano Augusto, circundado por 4 leões de mármore. Veja os hotéis próximos à Piazza del Popolo

      Dicas: Atualmente a praça é muito utilizada para realização de grandes e importantes eventos da cidade.


      Villa Borghese



      Situado na colina Pinciana, é o terceiro maior parque da cidade com 80 hectares.

      Era a casa de recreio que o Cardeal Scipione Borghese mandou construir na periferia de Roma e onde reuniu a sua coleção de obras de arte (Galleria Borghese que abriga obras de Gian Lorenzo Bernini, Caravaggio, Leonardo da Vinci, Raffaello, Rubens, Tiziano, etc.). Veja os hotéis próximos à Villa Borghese

      Dicas: Ponto de encontro dos romanos nos finais de semana durante o dia com muitas opções de lazer.

      Mapa com os principais pontos turísticos




      Photo Credits
      Vaticano: LSD13

      Castel Sant’Angelo: lorenzoferrara

      Piazza Navona: Begoña V.

      Pantheon: Small

      Campidoglio: Allie_Caulfield

      Mercati di Traiano: Xavier de Jauréguiberry

      Arco di Costantino: Erik Hagreis

      Terme di Caracalla: Greenery

      San Giovanni in Laterano: Jastrow

      Bocca della Verità: 1D110

      Isola Tiberina: khairul22

      Palazzo Chigi: Simone Ramella

      Palazzo Montecitorio: MnGyver

      Palazzo del Quirinale: frattaglia

      Ara Pacis: J. Salmoral

      Piazza del Popolo: xiquinhosilva

      Villa Borghese: kinitta
      Comments 39 Comments
      1. Avatar de Brunonms
        Brunonms -
        Dani, grato pelas dicas. Com esses locais recomendados, tracei um roteiro muito bom dividido em área norte, área sul e e vários na área central a serem visitados todo dia (com direito a fugidinhas).
        Bom, mas minhas dúvidas são:
        Estarei em Roma no começo de abril (02~09) e não sei se o frio já se foi ou terei "problemas deliciosos" com isso?
        Qual o horário que Roma 'acorda"? Pergunto pois meu roteiro na Argentina foi um pouco atrapalhado pq a cidade "acorda" tarde. As coisas começam a funcionar bem tarde (padarias, lojas, ponto de taxi e pico dos ônibus).
      1. Avatar de Tayane Abib
        Tayane Abib -
        Olá, Dani

        Estou fazendo intercâmbio em Lisboa e vou a Roma no dia 13 de fevereiro, chegarei lá ainda pela manhã e retorno no dia 15 de fevereiro a noite. Gostaria que você comentasse como acha que vai estar o tempo e também as filas. Nessa época do ano será que a espera para visitar o Vaticano e o Coliseu será muito grande? Ficarei no Hotel Romano, no Largo Corrado Ricci...você acha que consigo fazer os passeios a pé? Incluindo o Vaticano? E sobre o metro, como funciona a compra de bilhetes?
        Ficarei muito feliz se puder ajudar, pois estou indo sozinha e até tentando aprender um pouco de italiano para não ficar na mão..eles aceitam bem o inglês, de qualquer forma?
        Obrigada e parabéns pelo site!!
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Citar Postado Originalmente por Brunonms Ver Post
        Dani, grato pelas dicas. Com esses locais recomendados, tracei um roteiro muito bom dividido em área norte, área sul e e vários na área central a serem visitados todo dia (com direito a fugidinhas).
        Bom, mas minhas dúvidas são:
        Estarei em Roma no começo de abril (02~09) e não sei se o frio já se foi ou terei "problemas deliciosos" com isso?
        Qual o horário que Roma 'acorda"? Pergunto pois meu roteiro na Argentina foi um pouco atrapalhado pq a cidade "acorda" tarde. As coisas começam a funcionar bem tarde (padarias, lojas, ponto de taxi e pico dos ônibus).
        Oi, Bruno! Em abril o tempo ainda é instável, vc pode passar tanto calor quanto frio, mas é bem agradável. Veja aqui mais detalhes: O clima em Roma: chuva e temperatura

        Roma tb não acorda tão cedo, não. Alguns lugares, como bares e padarias abrem cedo, mas lojas e a maior parte dos monumentos abrem a partir das 9h. Veja: Preços e Horários dos Principais Pontos Turísticos de Roma

        Abs!
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Citar Postado Originalmente por Tayane Abib Ver Post
        Olá, Dani

        Estou fazendo intercâmbio em Lisboa e vou a Roma no dia 13 de fevereiro, chegarei lá ainda pela manhã e retorno no dia 15 de fevereiro a noite. Gostaria que você comentasse como acha que vai estar o tempo e também as filas. Nessa época do ano será que a espera para visitar o Vaticano e o Coliseu será muito grande? Ficarei no Hotel Romano, no Largo Corrado Ricci...você acha que consigo fazer os passeios a pé? Incluindo o Vaticano? E sobre o metro, como funciona a compra de bilhetes?
        Ficarei muito feliz se puder ajudar, pois estou indo sozinha e até tentando aprender um pouco de italiano para não ficar na mão..eles aceitam bem o inglês, de qualquer forma?
        Obrigada e parabéns pelo site!!
        Oi, Tayane! Desculpe a demora... vc já foi e voltou Se quiser nos contar a sua experiência será de grande ajuda para os outros viajantes.
        Abs e obrigada pelo comentário
      1. Avatar de amannar
        amannar -
        Ola Danni!!
        Vou estar em Roma de 17/05 e dia 19/05 vamos para Capri, pegando um trem para Napoles e barco para Capri.
        Chegaremos dia 17/05 às 18:15 e nosso Hotel è Relais Trevi 41, vc poderia me dar umas dicas??
        1) Indicar um transfer do Aeroporto para Centro
        2)Uma sugestão para 17/05 à noite e dia 18/05, gostaria de começar pela Basilica Sao Pedro e Basilica di San Giovanni in Laterano...
        Andréa
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Andréa!

        Transfer te indico a Elmocar.

        Vc vai ficar só 1 dia e 1 noite em Roma? Bom, veja este roteiro: Centro histórico de Roma em 1 dia Comece ele no dia 17 a noite e termine no outro dia. Quando sair do Vaticano pegue o metrô A na estação Ottaviano (direção Anagnina) e desça na estação San Giovanni para conhecer a Basilica di San Giovanni in Laterano.

        Abs!
      1. Avatar de amannar
        amannar -
        Oi Danni, Muito obrigada pelas dicas.. Na verdade vamos ficar 2 noites em Roma.. Chegamos 17, à noite e vamos embora no dia 19 pela manhã para Capri.. Vamos de trem para Nápoles e pegar um barco para Capri. Estou com dúvida em relação aos tickets do trem e barco. Podemos comprar na hora ou devemos comprar pela internet?? Mais uma vez, muito obrigada.abraços Andrea
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Andrea! Perguntei porque Roma tem muitíssimas coisas super interessantes para se ver e 2 dias é muito pouco, mas enfim, com esse roteiro que eu te indiquei vc vai conseguir ver o básico da cidade (mesmo que seja somente por fora). O ticket do barco acho melhor deixar para comprar quando chegar no porto de Napoli, o de trem de Roma para Napoli vc poderia comprar já, assim vc poderia até conseguir alguma promoção. Trenitalia - HomePage
        Abs!
      1. Avatar de Charlote
        Charlote -
        Oi Dani e Dan, parabéns pelo site!! Pra mim o melhor de todos!!
        Queria uma ajuda, sobre a Galleria Borghese preciso realmente reservar ingressos? Vou usar o Roma Pass e estou confusa, será que não consigo chegar e entrar?
        Também gostaria da sua opnião sobre o Palazzo Colonna;
        Obrigada,
        Charlote
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Charlote! Obrigada pelos parabéns
        Segundo o site da Galleria Borghese, mesmo com o Roma Pass é preciso agendar a visita. Vc pode fazer por telefone, é uma gravação, vc pode escolher ouvir em italiano digitando "1" ou inglês digitando "2": tel. +39 06 32810
        Nunca entrei no Palazzo Colonna, mas pelos comentários de quem já visitou, vale a pena: Galleria Colonna - Roma - Avaliações de Galleria Colonna - TripAdvisor
        Abs!
      1. Avatar de Vinineves
        Vinineves -
        Olá, suas dicas estão sendo preciosas na montagem do meu roteiro. Terei 5 dias em Roma, mas queria muito usar 1 desses dias para fazer um bate-e-volta à Pompéia. Dessa forma, me sobram 4 dias em Roma.
        Pensei no roteiro abaixo e gostaria da sua opinião. Acha viável ou muito corrido?

        Dia 1
        Coliseu
        Arco de Constantino
        Monte Palatino
        Fórum Romano
        CAMPIDOGLIO (sem museus capitolinos)
        PIAZZA VENEZIA (VITTORIANO)
        FÓRUM e MERCADO do TRAJANO (se nao der, ir no dia 4)

        Dia 2
        Vaticano: Scavi Tour + Basílica de São Pedro + Jardins(nao tenho certeza sobre os jardins)
        Castelo de Sant Angelo
        PIAZZA POPOLLO
        VILLA BORGHESE (com Galeria Borghese)
        PIAZZA SPAGNA (Fonte della Barcaccia)
        ARA PACIS

        Dia 3
        Vaticano: Museus + Capela Sistina
        Circo Máximo
        BASILICA DE SAN GIOVANNI IN LATERANO (“mãe” de todas as igrejas)
        TERMAS DE CARCALLA
        BOCA DA VERDADE (na igreja de Santa Maria in Comedin)

        Dia 4
        PANTEÃO
        PIAZZA NAVONA
        FONTANA DI TREVI
        Campo de Fiori (se der tempo)
        FÓRUM e MERCADO do TRAJANO (caso nao tenha dado tempo no dia 1)
        Obs: Acho q esse 4o dia ficou tranquilo e posso ver mais alguma coisa ou algo q talvez nao tenha dado tempo nos dias anteriores.

        Dividi o Vaticano em 2 dias pois quero chegar cedo tanto na Basílica quanto nos museus.

        Desde já, muito obrigado!
      1. Avatar de RAQUEL NASCIMENTO
        RAQUEL NASCIMENTO -
        Citar Postado Originalmente por Vinineves Ver Post
        Olá, suas dicas estão sendo preciosas na montagem do meu roteiro. Terei 5 dias em Roma, mas queria muito usar 1 desses dias para fazer um bate-e-volta à Pompéia. Dessa forma, me sobram 4 dias em Roma.
        Pensei no roteiro abaixo e gostaria da sua opinião. Acha viável ou muito corrido?

        Dia 1
        Coliseu
        Arco de Constantino
        Monte Palatino
        Fórum Romano
        CAMPIDOGLIO (sem museus capitolinos)
        PIAZZA VENEZIA (VITTORIANO)
        FÓRUM e MERCADO do TRAJANO (se nao der, ir no dia 4)

        Dia 2
        Vaticano: Scavi Tour + Basílica de São Pedro + Jardins(nao tenho certeza sobre os jardins)
        Castelo de Sant Angelo
        PIAZZA POPOLLO
        VILLA BORGHESE (com Galeria Borghese)
        PIAZZA SPAGNA (Fonte della Barcaccia)
        ARA PACIS

        Dia 3
        Vaticano: Museus + Capela Sistina
        Circo Máximo
        BASILICA DE SAN GIOVANNI IN LATERANO (“mãe” de todas as igrejas)
        TERMAS DE CARCALLA
        BOCA DA VERDADE (na igreja de Santa Maria in Comedin)

        Dia 4
        PANTEÃO
        PIAZZA NAVONA
        FONTANA DI TREVI
        Campo de Fiori (se der tempo)
        FÓRUM e MERCADO do TRAJANO (caso nao tenha dado tempo no dia 1)
        Obs: Acho q esse 4o dia ficou tranquilo e posso ver mais alguma coisa ou algo q talvez nao tenha dado tempo nos dias anteriores.

        Dividi o Vaticano em 2 dias pois quero chegar cedo tanto na Basílica quanto nos museus.

        Desde já, muito obrigado!

        Olá... então.. não sei o que a Dani acha, mas eu particularmente acho que voce pode programar o Vaticano para um único dia, pois perdemos muito tempo nos deslocamentos. O principal é ver o horário que o Vaticano irá agendar para a visita as escavações, já que esta é a única visita que depende exclusivamente da agenda da Prefeitura do Vaticano, a partir disto voce deveria organizar seu dia. Não vejo muita diferença entre ir a tarde ou no inicio da manhã para os museus e basílica, aliás já fui no final da tarde e a Basílica estava vazia, assim como já agendei o museu para as 9 da manhã e estava lotado de excursões.. enfim. Minha sugestão é: Se agendarem as escavações pela manhã, após a visita voce estará dentro da Basílica de São Pedro, dependendo do horário e da sua disposição eu subiria a cúpula. Agendaria os museus e Capela Sistina para o início da tarde (leva umas 2 horas pelo menos) e depois faria o Castel Sant Angelo. É um dia puxado por causa dos museus, mas vale a pena. Vamos ver o que a Dani pensa.. Abs Raquel Viajando na Mochila
      1. Avatar de carlaromanelli
        carlaromanelli -
        Oi, Dani.
        Estou indo para Roma no Reveillon e gostaria de algumas dicas e informações. Onde ocorre a queima de fogos (se ela existe) e qual o melhor lugar para passar a virada do ano? Vi que no dia 01/01 nada abre para visitação... Como ficarei só 4 dias, quais os pontos que posso visitar nesse dia? Muito Obrigada!
      1. Avatar de Luiz Henrique
        Luiz Henrique -
        Olá Dani!!! Estarei em Roma em maio, gostaria de saber se a Fontana di Trevi e o Coliseu continuam em obras? E se mesmo assim é possível visitar, está cheio andaimes, perdeu a graça? Obrigado!
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Luiz! A Fontana di Trevi ainda estará em obras, o Coliseu já está terminando e, mesmo assim, a parte mais bonita dele já foi restaurada.
        Acompanhe os monumentos pelas webcams: https://www.skylinewebcams.com/it/we.../colosseo.html
        https://www.skylinewebcams.com/it/we...-di-trevi.html
        Abs!
      1. Avatar de Kamilla Boccia
        Kamilla Boccia -
        Dani, você poderia me ajudar vou ficar 10 dias em Roma, chego em agosto só que estou perdida de como montar um roteiro que consiga visitar tudo. Tenho dois dias disponíveis para visitar Napoles/Pompeia e Siena e Florença
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Kamilla! Desses 10 dias vc tem 2 dias disponíveis para visitar as outras cidades, ou vc tem 10 + 2 dias?
      1. Avatar de Kamilla Boccia
        Kamilla Boccia -
        Dani,

        Eu tenho desses 10 dias 2 para visitar outras cidades, mas se der pra colocar outra cidade em alguns dos dias também sem problemas.
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Kamila, te sugiro como base esses roteiros que o Filipe fez em Roma em 5 dias, mas que pode ser feito em mais dias até porque é meio cansativo, e depois deixar dois dias para Florença e Siena e dois para Pompéia e Nápoles.

        Roteiro em Florença: Roteiro 1 dia em Florença - Florença*|*Dicas do Mundo
        Roteiro em Siena: Siena: roteiro pra quem tem pouco tempo na cidade - .: Keviagem :. | .: Keviagem :.
        Roteiro em Nápoles e Pompéia: Pompéia e Nápoles saindo de Roma (ele fez em um dia, mas eu faria em dois).

        Abs!