• Igrejas que vale a pena conhecer da Piazza della Repubblica a Piazza del Popolo

      Este roteiro começa na espetacular Basilica di Santa Maria degli Angeli e dei Martiri, bem no centro da Piazza della Repubblica.


      Photo credit: João Lucas

      Originalmente projetada por Michelangelo em 1562, no lugar das Termas de Diocleciano, seu projeto foi consideravelmente alterado ao longo dos anos.

      Entretanto, de certa forma a ideia central do mestre renascentista se manteve intacta: a junção do antigo e do moderno, proposta já facilmente percebida na fachada de ruínas originais das termas.


      Photo credit: Allie_Caulfield

      Dentro da igreja, o choque é tremendo. Lindamente decorada em mármore de tons rosados (ainda que nem tudo seja mármore), a basílica impressiona. Apesar das dimensões imensas, sua incrível beleza faz tudo parecer delicado, fino e sutil.

      As duas capelas do transepto traduzem isso com fidelidade. É a mesma sensação de quando se entra na Basílica de São Paulo Fora dos Muros; é linda e impactante sem ser ostentosa ou exagerada.

      Uma das belas surpresas de Roma!

      Caminhando cerca de 4 minutos você encontrará a bela e monumental Fontana dell’Acqua Felice ou Fontana del Mosè, com seu grande Moísés ao centro.


      Photo credit: Xiquinho Silva

      Terminando a fonte você dará de cara com a Igreja Santa Maria della Vittoria.

      Embora famosa por aparecer no filme “Anjos e Demônios”, seu grande trunfo é abrigar provavelmente aquilo que se tornou um dos maiores símbolos da arte barroca, o Êxtase de Santa Tereza, de Gian Lorenzo Bernini.


      Photo credit: ho visto nina volare

      Imponente na Cappella Cornaro, a famosíssima escultura atrai milhares de turistas, que ficam boquiabertos com cada curva inexplicável que o gênio de Nápoles esculpiu em mármore e dela fez a obra-prima de sua carreira.

      Entretanto, Santa Maria della Vittoria não se resume somente a Bernini, uma vez que a igreja, como um todo, é um dos maiores exemplos da arte barroca que se pode ver.


      Photo credit: Francisco Antunes

      Seu pequeno espaço físico não acompanha sua imensurável beleza e riqueza. Seja o altar, o teto, a cúpula, a abside, os afrescos, o órgão, sejam as demais capelas e esculturas, cada detalhe, tudo é incrivelmente belo e lindamente barroco. Visita obrigatória!

      Depois de ficar atordoado com duas igrejas de tirar o fôlego, pegue a esquerda e caminhe pela Via Barberini, onde você encontrará a praça homônima, com a monumental Fontana del Tritone, outra incrível obra “berniniana”.


      Photo credit: Luca Cerabona

      Continuando, vire a segunda à direita, na Via dei Due Macelli, e chegará à famosa Piazza di Spagna, um dos cartões postais de Roma.

      Continue até a Piazza del Popolo, onde todos se encantam com as igrejas gêmeas, mas poucos sabem que atrás da praça, escondida lateralmente, está a igreja de maior peso artístico de Roma, a Basilica Santa Maria del Popolo.



      Onde mais você encontra obras de Pinturicchio, Rafael, Sebastiano del Piombo, Caravaggio, Annibale Carracci e Bernini?

      Alguns desavisados até entram, mas por não encontrarem um interior rico em mármore ou afrescos, saem sem se darem conta da riqueza ali escondida.

      A primeira capela da direita é a Cappella del Presepio e conta com um ciclo de afresco de Pinturicchio.

      Olhando para o altar, à sua esquerda se encontra a Cappella Cerasi e nada menos do que duas das mais belas obras de Caravaggio: a Crucificação de São Pedro e a Conversão de São Paulo. Sem dúvida, obras primas!


      Photo credit: João Lucas

      A capela ainda conta com a Assunção da Virgem, de Annibale Carracci ao centro.

      Percorrendo este corredor, já próximo à entrada, você encontra a
      Cappella Chigi, também famosa pelo filme Anjos e Demônios.


      Photo credit: Peter1936F

      A belíssima cúpula dourada de mosaicos é projeto de Rafaello Sanzio, as incríveis esculturas do profeta Daniel e o Leão e de Habacuque e o Anjo são assinadas por Bernini, e a pintura central, Nascimento da Virgem, é obra de Sebastiano del Piombo. Está bom ou quer mais?

      Dica: Fique atento aos horários, a igreja permanece fechada das 12.30hs até as 16.00hs.
      Volte pela famosa Via del Corso (a rua entre as igrejas gêmeas) e após passar pela Via Vittoria, à sua direita encontrará a Basilica dei Santi Ambrogio e Carlo al Corso, ou simplesmente, San Carlo al Corso.


      Photo credit: Andreas N.

      Lindamente decorada por afrescos e mármores rosados, a igreja impressiona por sua beleza. A cúpula (5ª maior em amplitude de Roma), a abside e o altar maior levam a assinatura de Pietro da Cortona.

      Em suma, San Carlo al Corso é outro belo exemplo de arte barroca na Cidade Eterna e com certeza merece uma visita.

      Veja o itinerário no mapa abaixo:


      Autor: João Lucas de Souza