• Visitar o Vaticano na baixa temporada e sem filas

      Olá a todos! Fomos para Roma em dezembro do ano passado (2012) e fomos ao Vaticano no dia 17/12. Como eu peguei todas as dicas aqui no Dicas de Roma, resolvi dar o meu feedback para quem sabe ajudar alguém com algumas dicas.

      Bom, para começar nós não compramos nenhum ingresso online e também optamos por não comprar o Roma Pass (o que não fez falta em nenhum dia).

      Como estávamos com medo de pegarmos uma fila enorme, chegamos lá relativamente cedo (9h). Começamos pelos museus, pois li aqui que a fila da Basílica apesar de grande andava rápido, mas para nossa surpresa nós ficamos menos de quinze minutos na fila do museu (que não estava pequena, mas também não estava enorme).

      Compramos nossos ingressos, e os áudio-guias (muita gente oferecendo visita guiada enquanto estávamos na fila, mas não eram guias oficiais do Vaticano). Dentro do museu perguntamos pela visita guiada, mas a próxima em inglês seria às 10:30h e o próprio funcionário do balcão de informações nos aconselhou a pegar só o áudio guia mesmo. Tivemos que deixar um documento, como já foi falado aqui.



      Começamos nossa jornada pela Capela Sistina, pois queria aproveitar o museu vazio e sem aquelas dezenas de grupos de turismo que ocupam quase todos os corredores. Meu plano foi passar direto em todos os museus para chegar na capela, depois voltar tudo e ver as coisas mais importantes.

      Não foi uma tarefa fácil, pois a Capela Sistina é quase a última coisa do museu (claro que o mais importante fica sempre por último!), mas ao entrar na Capela vi que valeu muito a pena, pois ela estava vazia e deu para apreciar tudo com tranquilidade.



      Dica: há dois caminhos para chegar até lá, o mais longo que você passa por todos os museus e o mais curto que você passa só por alguns e rapidamente está na Capela. Eu não tinha reparado isso no princípio e claro que peguei o mais longo. No próprio museu tem muitas placas indicando o caminho para a capela, eu segui e depois que percebi que tinha pego o caminho mais longo, não vi placas indicando o caminho curto, só no mapa que recebemos na entrada.
      Ficamos muuuuuito tempo na capela que é linda, mas tem muita informação no audio-guide que, na minha opinião, é meio para encher linguiça. Nessa hora achei que uma visita guiada teria nos poupado algum tempo que depois fez falta.

      Saímos da capela e voltamos para o ponto inicial para começarmos ver os outros museus. Mais uma vez, achei que demoramos muito por conta do audio guide (que foi abandonado na metade da visita e só foi usado nas pinturas de Rafael).

      Como fizemos todo o trajeto novamente, entramos de novo na Capela Sistina que, desta vez, estava lotada!!! Impossível apreciar tudo o que a capela oferece. Achei um desrespeito com Michelangelo... rsrsrs

      Fizemos nossas comprinhas de souvenirs, comemos uma saladinha na lanchonete do museu e fomos para a basílica.



      Só aí me dei conta que já eram quase 2h da tarde (medo!!!)
      Ao chegar na praça São Pedro, fui tomada por uma onda de emoção. Feliz aquele que um dia consegue visitar esse lugar. É incrível!

      Para entrar na basílica, temos que passar pelo detector de metais (assim como no museu). Pegamos uma fila bem pequena, acho que não demoramos nem 5 minutos para entrar.

      Mais uma vez, seguindo as dicas daqui, compramos ingressos para subir na cúpula da basílica. Como na Itália o sol se põe realmente cedo em dezembro (antes das 5h) achamos melhor irmos na cúpula primeiro e depois entrar na Basílica que fecha 18h30. Por um lado foi bom, mas por outro não...

      Pagamos €7 para subirmos metade do caminho de elevador e mais 330 degraus. Foi cansativo, mas a vista lá de cima compensa qualquer sacrifício.


      Photo credit: Jalesee

      Na descida, pegamos novamente o elevador e já saímos praticamente dentro da Basílica e acho que esse foi nosso maior erro. De frente para o elevador tem uma entrada, mas não é a entrada principal. Ao entrar na basílica, ficamos hipnotizados com tanta beleza e começamos a olhar tudo sem nenhum guia, só por olhar mesmo.

      Ainda eram 15h00 e pensamos que ainda tínhamos muito tempo para ficar ali. Quando resolvemos pegar um áudio-guia, o "stand" tinha acabado de fechar. Fomos no balcão de informação e a atendente disse que poderíamos alugar o audio-guide até às 18h, mas não sei porque neste dia fechou mais cedo.

      Fomos na entrada da Basílica numa tentativa desesperada de contratar qualquer serviço de visita guiada, mas todos já tinham ido embora (quando chegamos na basílica eles ainda estavam lá). O máximo que conseguimos fazer foi tirar uma foto de um mapa na entrada com os principais pontos para vermos e tirarmos foto, mas sem nenhum conhecimento profundo.

      Na saída, na loja de souvenirs, enviamos postais para o Brasil (mais uma dica daqui) e compramos um livro para entendermos um pouco melhor a história dessas esculturas e pinturas.

      Como recompensa, finalizamos o dia em Trevestere. Jantamos no Restaurante Da Enzo que, segundo meu amigo italiano, é considerada a melhor trattoria de Roma.

      Espero ter contribuído com a viagem de vocês!
      This article was originally published in forum thread: Article: Guia prático para o Vaticano started by catarina.stigliano View original post
      Comments 9 Comments
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Estive esse mês (novembro/2013) com alguns amigos nos museus vaticanos e, realmente, a fila era muito pequena. Meus amigos já tinham comprado os ingressos por precaução, mas poderiam ter comprado lá na hora. Mas, isso só pode ser feito na baixa estação de vai de novembro a fevereiro (excluindo a época de Natal e Ano Novo, obviamente).
      1. Avatar de CAMILA BRASILEIRO
        CAMILA BRASILEIRO -
        Oi Dani,
        irei em junho para Itália para fazer intercâmbio de um mês na cidade de Florença, mas pretendo conhecer Bari, Napolis, Palermo e Roma. Você pode me ajudar com dicas de hostel, restaurante e passeios? Obrigada
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Citar Postado Originalmente por CAMILA BRASILEIRO Ver Post
        Oi Dani,
        irei em junho para Itália para fazer intercâmbio de um mês na cidade de Florença, mas pretendo conhecer Bari, Napolis, Palermo e Roma. Você pode me ajudar com dicas de hostel, restaurante e passeios? Obrigada
        Oi, Camila!

        Olha, tem vários hostels, mas escolhi dois pra vc dar uma olhada:

        Orsa Maggiore Hostel - fica em Trastevere e é só para mulheres (mais tranquilo): Orsa Maggiore Hostel for Women Only , Roma, Itália - 29 Opiniões dos hóspedes . Reserve já o seu hotel!
        The Yellow - fica perto da estação Termini e é mais animado: Albergue The Yellow , Roma, Itália - 154 Opiniões dos hóspedes . Reserve já o seu hotel!

        Sobre restaurantes: Restaurantes bons e baratos

        Comer na Itália: Dicas Para Não Gastar Muito em Restaurantes

        Sobre passeios e roteiros, veja aqui: Pontos Turísticos e Roteiros em Roma

        Abs!
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Pessoal, recentemente realizamos alguns áudio guias em português de vários pontos turísticos de Roma por um preço muito barato (2,69 euros por 5 áudio guias): Dicas do Mundo e AudioPlayce: áudio guias de Roma em português! Vc os baixa no celular e escuta quando estiver aqui.

        Em poucos dias estarão disponíveis também os de Florença e Veneza

        Abs!
      1. Avatar de Cristina Spena
        Cristina Spena -
        Oi, Dani!! Eu , meu marido e meu filho vamos passar o Ano novo em Roma, de 29 a 01/15.
        Gostaria de alguma dica em relação a compra com antecedência dos ingressos dos museus e atrações. E qual seria o melhor hotel para curtimos a festa de ano novo, evitando grandes deslocamentos, visto que estarei com uma criança.
        Abs
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Cristina! Sobre a compra de ingressos antecipados veja aqui: Conhecer Roma Sem Pegar Fila?!

        Para ficar perto das festas de ano novo, hospede-se no bairro Monti ou nos arredores da Piazza Venezia, que ficam perto da Via dei Fori Imperiali onde acontecem as festas de ano novo:

        Hotéis Piazza Venezia
        Hotéis Rione Monti

        Abs
      1. Avatar de Brunovieirabarboza
        Brunovieirabarboza -
        Olá Dani, tudo bem?

        Então, preciso de Algumas dicas de você para minha ida a Roma.
        Eu fui convidado para participar de uma missa na Basílica de São Pedro, no dia 12 de Abril, como nunca viajei pra fora do Brasil preciso de uma ajudinha kkkk
        Bom, preciso saber alguma coisas, vamos lá
        Qual a melhor opção, dinheiro ou cartão de crédito?
        Quero me manter conectado(kkkk) tenho opção de comprar algum chip para usar ai? Se sim, qual?
        Uma média de preços de transporte público, e se é bom e seguro
        Sobre os pontos turísticos aqui está muito bem explicado, vcs estão de parabéns...
        A minha dúvida maior mesmo, é sobre a missa, pois parece que precisa ser "credenciado" ou algo do gênero, não sei se procede, mas de qualquer forma, por hora são as minhas duvidas! Obg
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Oi, Bruno! Obrigada pelo comentário

        Então, é melhor trazer dinheiro, porque trocando o dinheiro no Brasil vc vai pagar 0,38% de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras). Com o cartão de crédito vc paga 6,38% de IOF. Mas, trazer somente dinheiro não é muito seguro, então, o melhor é trazer os dois. Enfim, leia este artigo: Dinheiro para viagem: dólar x pré-pago x cartão de crédito

        Dá pra comprar chip italiano, sim. Basta ir a alguma loja da TIM, Vodafone, Wind ou 3 com seu passaporte. Eu uso TIM, mas todas tem bons planos pré-pagos com internet (por um mês vc vai gastar uns 25 euros, em média).Na estaçao Termini mesmo (no subsolo, se não me engano) tem uma loja da TIM. Leia aqui: Acesso Internet e Conexão 3G em Viagem pela Itália

        Sobre transportes: Mapa do Metrô de Roma
        Transporte em Roma: Dicas Sobre Ônibus

        Sobre segurança: Batedores de carteira em Roma: Onde tomar mais cuidado
        Nova modalidade de golpe em Roma, cuidado!

        Sobre a missa, vc tem o convite? Se não tem, precisa pedir para a Prefeitura do Vaticano (é grátis). No dia chegue, pelo menos, umas duas horas antes para pegar um bom lugar (procure ficar perto das divisórias (cercas), assim vc vê o Papa de pertinho.

        Abs!
      1. Avatar de marcosrmelo
        marcosrmelo -
        Citar Postado Originalmente por Brunovieirabarboza Ver Post
        Olá Dani, tudo bem?

        Então, preciso de Algumas dicas de você para minha ida a Roma.
        Eu fui convidado para participar de uma missa na Basílica de São Pedro, no dia 12 de Abril, como nunca viajei pra fora do Brasil preciso de uma ajudinha kkkk
        Bom, preciso saber alguma coisas, vamos lá
        Qual a melhor opção, dinheiro ou cartão de crédito?
        Quero me manter conectado(kkkk) tenho opção de comprar algum chip para usar ai? Se sim, qual?
        Uma média de preços de transporte público, e se é bom e seguro
        Sobre os pontos turísticos aqui está muito bem explicado, vcs estão de parabéns...
        A minha dúvida maior mesmo, é sobre a missa, pois parece que precisa ser "credenciado" ou algo do gênero, não sei se procede, mas de qualquer forma, por hora são as minhas duvidas! Obg
        Bruno,
        Tudo bem?
        Pelo que percebi ou voce é seminarista ou tem forte ligação com a Igreja Católica.
        Estive há um ano no Vaticano por conta do Consistorio. Eu tinha convite para ingressar na celebração na Basilica de Sao Pedro.
        Retornarei esse ano e ficarei em seminário ou num convento onde tem uma amiga freira. Custo muito baixo na hospedagem! rsrsrs

        Se precisar de mais alguma ajuda é só falar.

        Abraços