• Viagem a Roma por Tiago: 1° dia

      Pois é gente, depois de muito pesquisar as dicas deste site maravilhoso, finalmente chegou o momento de partir com minha esposa para Roma e realizar meu antigo sonho de conhecer a Europa, principalmente a Itália, terra dos nossos antepassados.

      Cheguei ao aeroporto Fiumicino no sábado, dia 12/05, por volta das 07h30 da manhã, com a adrenalina correndo solta na veia, louco para me lançar nas ruas de Roma. Mas, primeiro tive que descobrir como sair do aeroporto pelo local correto, já que o mesmo é imenso e até conta com um pequeno trem para transporte interno. Com as placas meio confusas o jeito foi sair perguntando até conseguirmos chegar ao Terminal 1, onde compramos por Є 7,00 uma passagem de ônibus que nos deixou na Estação Termini.

      A viagem é um pouco demorada, mas foi interessante conhecer os arredores de Roma, os bairros mais novos que cercam o centro histórico. Ao chegar na Termini (lá eles falam Términi) pegamos o metrô para a Estação Pirâmide, onde uma caminhada de 10 minutos nos levou ao Hotel Abitart. Não houve maiores complicações, pois tinha estudado a localização do hotel previamente e marcado no mapa o caminho a seguir.

      Os tickets para o metrô são comprados em máquinas eletrônicas que ficam próximas das catracas de entrada, devendo-se escolher a opção de tempo (100 min., 24 h ou 48 h), inserir a moeda ou nota e aguardar a impressão do ticket e o troco.


      Hotel Abitart Roma

      O hotel é muito bom, uma construção moderna, ideal para quem possui problemas alérgicos e que nunca se dará bem se hospedando em prédios antigos que fatalmente acumulam mofo. O café da manhã é muito bem servido, os funcionários educados e solícitos, e, apesar de não ficar no centro histórico, é pertinho da estação de metrô Pirâmide, além disso, nos arredores do hotel existem diversos tipos de restaurantes, mercadinhos e padarias.

      Deixamos as malas no hotel e fomos à FAO pegar os documentos que minha esposa necessitaria para participar do seu Congresso. Descemos na Estação Circo Massimo, a FAO fica em frente a saída do metrô e ao lado das Termas de Caracala. Almoçamos ali mesmo num pequeno restaurante onde experimentamos aqueles sanduíches tão bonitos de se ver na vitrine, a conta, com refrigerantes e capuccinos ficou em Є 14,00.

      Depois disso, o cansaço da viagem chegou de uma vez só, resolvemos então voltar ao hotel, tomar um belo banho quente e descansar um pouco. Apagamos por cerca de três horas.

      Acordamos revigorados e ainda era por volta das 15h00, então fomos conhecer a cidade. Pegamos novamente o metrô na Pirâmide, descemos na Termini pegamos um ônibus qualquer em frente à estação e saltamos alguns pontos adiante. Tudo no esquema sem rumo e sem direção!

      Paramos ao lado da igreja Sant'Andrea della Valle, visitamos o seu interior e ficamos impressionados com as obras artísticas dali. Todas as igreja possuem estátuas e pinturas lindas, então, chegou perto de alguma, dá uma entradinha rápida, vai valer a pena.

      Foi o que aconteceu ao saírmos em direção à Piazza Navona, e passar em frente de outra igreja, dentro da qual demos de cara com três pinturas enormes de Caravaggio. Esta igreja se chama San Luigi dei Francesi e as pinturas são dedicadas à São Mateus.


      Pinturas de Caravaggio na Igreja San Luigi dei Francesi

      Chegamos finalmente à Piazza Navona, lotada de gente, muitos turistas e vendedores de pinturas, artesanatos, os inevitáveis imãs de geladeira, etc... As fontes são lindas e a igreja também. Destaco os leões que parecem estar bebendo água e o obelisco egípcio, ficamos um bom tempo curtindo o clima e a paisagem.

      Com o dia já terminando fomos para o Pantheon, e ficamos maravilhados com sua arquitetura, estátuas e pinturas no seu interior. Dentro desta basílica estão os túmulos do grande artista Rafael e dos reis italianos Vitor Emanuel II e seu filho Umberto I. É bom lembrar que estava anoitecendo por volta das 20h00, mas a maioria dos lugares com visitação interna fechava as portas bem antes disso.

      Após visitar o Pantheon estávamos morrendo de fome, por isso resolvemos jantar na praça em frente ao mesmo, apesar dos diversos avisos de que comida perto de monumentos é mais cara e pior, além de cobrarem o tal do coperto. Achamos um restaurante que cobrava Є 12,00 por uma refeição composta de uma entrada (bruschetta), uma massa ou pizza, e uma bebida (refrigerante ou uma taça de vinho da casa).

      Minha esposa pediu um penne all'arrabiata, que era pimenta calabresa pura, e ela odeia pimenta, acabei perdendo meu spaghetti a carbonara (uma grande lição aprendida, quem não gosta de pimenta fuja do arrabiata). No geral a comida estava muito boa, a vista para o Pantheon maravilhosa, o vinho, já tomei melhores, mas não era ruim. Ao final, foi adicionada uma taxa de serviço de 12%, mas isto nós estamos acostumados a pagar por aqui também. Valeu muitíssimo à pena fazer uma refeição em frente à um monumento tão bonito!


      Pantheon visto da mesa do restaurante

      Perambulamos um pouco pelos arredores e quando estava anoitecendo, por volta das 20h00, pegamos um ônibus para Termini. Tivemos que perguntar bastante para ter certeza de ser o ônibus correto.

      Na estação fizemos umas comprinhas, inclusive um adaptador de tomadas, algumas garrafinhas de vinho e biscoitos, e depois pegamos o metrô para a Pirâmide, mais uma pequena caminhada para o hotel, onde apagamos exaustos.
      Comments 8 Comments
      1. Avatar de Nicole Torres
        Nicole Torres -
        boa tarde, estou indo para Roma sozinha, me informaram que o aeroporto realmente é meio confuso! vc achou muito complicado?
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Nicole, o aeroporto não é o máximo da organização, mas é só seguir o fluxo... ah e detalhe... para pegar daqueles carrinhos para mala tem que pagar 2 euros (vc já tem que ter as moedas, pois vc paga pra uma máquina). Abs!
      1. Avatar de Nicole Torres
        Nicole Torres -
        obrigada!!!!!!
      1. Avatar de Flavia Lauria
        Flavia Lauria -
        Estou chegando em Roma dia 31 de Dez, gostaria de uma dica em relação a minha chegada no aeroporto.
        Vou me encontrar com um amigo que chega de Londes pela Britsh no terminal 3, vc saberia me dizer se a Ibéria desembarca no mesmo terminal?

        Muito obrigado e vou continuar lendo as dicas aqui
      1. Avatar de Tiago
        Tiago -
        Citar Postado Originalmente por Nicole Torres Ver Post
        boa tarde, estou indo para Roma sozinha, me informaram que o aeroporto realmente é meio confuso! vc achou muito complicado?
        Complicado é, mas nada impossível... Basta prestar atenção nas placas e fazer uma perguntinha de vez em quando... Não existe um ditade que diz que quem tem boca vai à Roma??? Então... É só estar disposta a se comunicar...
      1. Avatar de Acarollf
        Acarollf -
        Olá ! Estou indo no final do ano pra Roma e fiquei apreensiva em relação a chegada do aeroporto e ida pro hotel, estou na Via Rasella 53 no
        Residenza Ki - Bed & Breakfast,alguém pode me dar dicas? Obrigado
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Citar Postado Originalmente por Flavia Lauria Ver Post
        Estou chegando em Roma dia 31 de Dez, gostaria de uma dica em relação a minha chegada no aeroporto.
        Vou me encontrar com um amigo que chega de Londes pela Britsh no terminal 3, vc saberia me dizer se a Ibéria desembarca no mesmo terminal?

        Muito obrigado e vou continuar lendo as dicas aqui
        A Iberia também desembarca no Terminal 3, Flávia. Vi no Wikipedia: Aeroporto di Roma-Fiumicino - Wikipedia
        Abs!
      1. Avatar de danifurlan
        danifurlan -
        Citar Postado Originalmente por Acarollf Ver Post
        Olá ! Estou indo no final do ano pra Roma e fiquei apreensiva em relação a chegada do aeroporto e ida pro hotel, estou na Via Rasella 53 no
        Residenza Ki - Bed & Breakfast,alguém pode me dar dicas? Obrigado
        Vc pode pegar trem ou onibus até a estação Termini e lá pegar o metro A (direção Battistini) e descer na estação Barberini (são somente duas estações). Depois é só caminhar até o hotel: da Barberini Fontana di Trevi a Via Rasella, 53, Roma RM, Italia - Google Maps
        Mas, só ter aconselho a fazer isso se estiver com poucas malas, senão é um sufoco pegar o metro...
        Abs!